Tratamento natural para síndrome do túnel do carpo

O túnel do carpo é uma passagem anatômica, localizada na porção anterior do punho, formada por um arco de ossos e por um forte ligamento, chamado de ligamento transverso do carpo.

Dentro desse túnel, localizam-se os tendões flexores para os dedos (total de nove) e o nervo mediano, que é responsável pela sensibilidade do polegar, indicador, dedo médio e a metade externa do dedo anular.

O nervo mediano localiza-se logo abaixo do ligamento transverso do carpo e, por ser a estrutura mais delicada no interior desse túnel, pode causar sensação de dor e dormência nas mãos ao ser comprimido.

A síndrome do túnel do carpo é, em resumo, o conjunto de sinais e sintomas (dor, dormência, formigamento, falta de força) causados pela compressão do nervo mediano no punho.

A síndrome afeta cerca de 75 milhões de pessoas em todo o mundo.

É muito comum em músicos, digitadores, escritores, pessoas que trabalham no computador e costureiras, justamente por serem atividades manuais que forçam uma mesma posição das mãos.

A síndrome, também tem relação com alterações hormonais. Isso explica o fato de os sintomas serem mais comuns à noite ou pela manhã, devido a diminuição do estrógeno, o que causa o acúmulo de líquido na membrana dos tendões.

A doença é mais frequente em mulheres, especialmente após os 40 anos.

COMO COMBATER A SÍNDROME DO TÚNEL DO CARPO?

a) Procure, antes de tudo, melhorar a sua alimentação.

b) Tome sol e faça uma suplementação com vitamina D (50 gotas, no mínimo).

c) A linhaça, o gengibre e a cúrcuma são especialmente benéficos para o problema, pois são alimentos antioxidantes com forte atividade anti-inflamatória.

d) Consuma linhaça nos sucos, vitaminas, na sopa.

É melhor comprar as sementes e triturá-las na hora.

e) O gengibre pode ser consumido em chás e em sucos.

f) A cúrcuma (ou açafrão-da-terra) pode ser ralado para enriquecer a salada.

Seguindo esses conselhos, o portador da síndrome do túnel do carpo sentirá uma melhora considerável.

E, com o passar do tempo, o mal tende a desaparecer.

Namastê!   

Nina Greguer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *