coconut-oil-capa

Não é de hoje que aqui em casa somos fãns de óleo de coco. Não apenas por ser repleta da melhor gordura saturada, aumenta o gasto energético e diminui a adiposidade através dos Triglicerídeos de cadeia média (TCM)

Comentei na semana passada a respeito dos perigos dos óleos vegetais e recomendei o uso do óleo de coco, por ele ter ínúmeros benefícios, dentre eles 8 benefícios do Óleo de Coco comprovados que irão te convencer

O óleo de coco mantém suas características sob o calor do cozimento, é versátil e vai bem em tudo, desde smoothies até batatas fritas caseiras, mas será que qualquer óleo de coco é bom? Depende!

Mas como saber se o óleo de coco que estamos comprando é realmente bom? Para resolver isto e você ter a certeza que está comprando certo, fiz este guia simples para você não errar mais na compra, ok?

Considere este o seu guia definitivo para como escolher um óleo de coco é bom.

3 Passos simples para você nunca mais errar na compra do Óleo de coco

Óleo de coco sendo transportado nas Philipinas
Óleo de coco sendo transportado nas Philipinas

Resumidamente, as mais amplas categorias de óleo de coco são os refinados e não refinados. Depois de escolher se deseja um óleo de coco refinado ou não refinado, você deverá prestar atenção ao método de extração.

1. Óleo de coco Refinado ou não Refinado?

Óleo de coco refinado

Embora nos EUA e Europa seja possível encontrar óleos de coco refinados de boa qualidade, isto não é garantido no Brasil. Por isto, se você mora no Brasil, evite o óleo de coco refinado.

Porque o óleo de coco refinado poderia ser bom?

Um óleo de coco refinado é sem sabor e inodoro Normalmente. Pelo fato de ter sido refinado, ele suporta temperaturas de cozimento mais altas antes começar a “queimar”.

Óleos de coco refinados poderiam ser excelentes para cozinhar alimentos em que você precisa de uma gordura mais limpa, maleável sem aquele sabor de coco.

Porém os óleos de coco refinados não oferecem os mesmos benefícios para saúde de um virgem, completamente cru

ATENÇÃO: Todos os óleos de coco disponíveis no mercado são refinados a menos que diga o contrário no rótulo.

EM RESUMO: A maioria dos óleos de coco são refinados usando um processo de destilação química com solventes agressivos, ou eles estão feitos a partir de subprodutos rançosos da sobra da indústria dos coco seco ralado.

Eles são refinados, branqueados e desodorizados. Muitos óleos de coco são hidrogenados ou parcialmente hidrogenados! Como comentei acima, como no Brasil não é possível distinguir adequadamente um óleo de coco refinado bom de um ruim, simplesmente ignore-os da sua lista.

Óleo de coco não refinado

Um óleo de coco não refinado é aquele que apresenta no rótulo a palavra “virgem” ou “extra-virgem.” Na minha pesquisa, não encontrei diferença nenhuma entre óleos de coco virgem e extra-virgem.

Cada marca tende a ter sua própria definição. Em geral, o óleo de coco virgem e extra-virgem são feitos a partir da primeira prensagem a frio, do coco bruto, sem a adição de quaisquer produtos químicos.

ATENÇÃO: Dependendo de como o óleo é extraído, o sabor pode ser muito intenso ou muito suave. Em geral, quanto maior o calor em que o óleo foi exposto, mais forte o sabor de coco.

Já aconteceu comigo se comprar alguns extra-virgem e ele ter um sabor forte de coco, chegando até a um sabor levemente “tostado”. Agora sabemos que um óleo de coco verdadeiramente cru, não refinado, virgem terá sempre um sabor muito suave e um perfume de coco.

2. Qual o melhor Método de extração de óleo de coco?

Óleo de coco Prensado a frio

A maioria das marcas de óleo de coco diz ser prensado à frio, mas é o processo anterior a prensa que realmente importa. Muitas empresas aquecem o coco para extrair a maior quantidade de óleo de cada coco. A única maneira de tirar o máximo proveito de um processo prensado a frio é nunca aquecer o coco acima de um determinado limite.

Pressão Mecânica

Se não disser na embalagem que é prensado à frio, você deve ficar longe. Eles aquecem o coco para extrair o óleo, e como você sabe, isto danifica os nutrientes essenciais, como ácidos graxos de cadeia média e ácido láurico.

3. A embalagem do coco realmente importa?

Resumidamente, SIM. Vidro, vidro e mais de vidro!

Vidro

Tal como acontece com outros óleos, você deve o óleo de coco em um frasco de vidro selado. O vidro normalmente não transfere gosto para o óleo de coco e bloqueia os nutrientes de forma mais eficaz.

Plástico

Óleos de coco que são vendidos em plástico são normalmente produzido em massa e com qualidade inferior. Estes geralmente têm um gosto plástico e não estão selados bem, eliminando elementos-chave.

Como usar o óleo de coco na dieta

Bom, como vimos acima, os melhores óleos de coco tem essas três características:

    1. Orgânico
    2. Virgem (ou Virgem Extra)
    3. Prensado a frioO óleo de coco é ótimo para fritar e assar, e você também pode adicioná-lo em molhos de salada. Você pode até usar o óleo de coco como um suplemento – comendo uma colher de sopa de óleo de coco com as suas refeições.

Fonte: http://docedieta.com/saude/3-passos-simples-para-voce-nunca-mais-errar-na-compra-do-oleo-de-coco/