Espiritualidade,  Uncategorized

A Mônada – Onde posso encontrar a PAZ

Provavelmente estás a passar por um período algo conturbado, onde a falta de conhecimento da tua verdadeira situação é a principal razão das tuas dificuldades.

É como se estivesses confuso e só sem o estares. Mas sabe que poderás ficar bem mais seguro e protegido se puderes penetrar no seu interior e permanecer em paz contigo mesmo, com o mundo e com todos os que estão nele.

Provavelmente também deves estar cansado de tantas complicações e dificuldades e sentes que de alguma forma precisas de parar e perguntares-te a ti mesmo: O que procuro? O que é realmente importante para mim?

No entanto, precisas de não perder de vista, que tens o poder de transformar todos esses obstáculos, dificuldades e barreiras, em oportunidades e que se ainda não te são evidentes é porque ainda estão ocultas ao teu olhar e discernimento.

Lembra-te que toda e qualquer dificuldade que encontras agora, são oportunidade fantásticas para aprenderes a enfrentar a vida com sucesso no futuro. Quanto mais depressa aprenderes, mais depressa te livras de todo esse mau estar e das suas consequências sempre nefastas.

Então o que fazer? – perguntarás neste momento.

Antes de mais não procures proteção de alguém que te possa resolver os teus próprios problemas, pois o pior que te pode acontecer é adiares a oportunidade que terias para aprender a desvencilhar-te sozinho. Assim não aprendes nada!

Enfrentando as dificuldades, vais ver que a paz voltará, não como resultado das circunstâncias se modificarem por si mesmas e para além do teu controlo, mas antes assumindo tu a forma de as ultrapassar e, sobretudo, modificando a forma como reages a essas mesmas circunstâncias.

Aceita as coisas que não podes mudar e muda as que podes.

Às vezes é terrivelmente difícil reconhecer a diferença entre umas e outras, mas vais ver que tens dentro de ti essa maravilhosa capacidade de o fazer. É no aprender como deves enfrentar toda essa turbulência, mudando e resolvendo tudo o que estiver ao teu alcance, e aceitando, simplesmente e sem dramas, as que não estão, assumindo as respetivas consequências.

Vais ver que, tal como refere a boa sabedoria do povo: “Não há mal que sempre dure nem bem que não se acabe” e sabe porquê?

Porque na verdade não existe o mal nem o bem. Tudo depende da forma como lidas com as situações, como tu as encaras com base nas tuas crenças e mitos, das tuas bases morais e éticas, sejam estas impostas ou não pela sociedade e pelos condicionamentos educacionais a que foste sujeito.

Tu tens o poder de escolher… Exerce-o! Assume-te! …

Só aceitando-te tal como és. Só aceitando tudo o que te está a acontecer. Só assumindo a grandeza da Luz e do Amor que existe dentro de ti. É que finalmente encontrarás a Paz.

Por isso mesmo AMA-TE e sente-te sempre profundamente AMADO…

Fica bem…

(A Mónada)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »