“A entidade humana em evolução, identificada com o falso eu, acredita-se livre. Mas, ela é completamente vítima do seu passado. Ela acredita que é ela que decide, mas isso é um equivoco. Ela age a partir de hábitos condicionados.

É por isso que eu insisto tanto nesse quesito que é a purificação e transformação do eu inferior que, em síntese, é a integração do passado. Exatamente o que te impede de experenciar o fenómeno da entrega é o medo de se libertar do passado.

Você não é o seu nome e não é a sua história. Isso que é você só vai poder se revelar quando essa purificação estiver sido completada. Quando o passado deixar de exercer influências sobre você. Eu disse que muitos aqui estão vivendo uma grande revolução porque esse passado está se dissolvendo.

Uma coisa nova, desconhecida, está chegando e você se sente ameaçado, desprotegido. Porque a segurança vinha dessas referências do passado e isso está se dissolvendo.

Nós estamos realizando um processo de purificação do passado, mas é importante que você ajude não criando mais karmas com mais ações equivocadas.

Os samskaras, que são marcas profundas no seu sistema, geradas por ações equivocadas em busca da felicidade, estão sendo purificadas, mas por desatenção e desconhecimento, você tem gerado mais ações equivocadas e mais samskaras e isso se torna um ciclo infinito. Então, se você não estiver atento a essa questão, pode ficar adi infinitum nesse processo de purificação.

Eu tenho dito que o caminho mais fácil para a purificação é a entrega. “Guruji, eu entrego tudo aos seus pés, esse não é mais meu problema, é o seu problema, cuide disso para mim”. Com isso você vai abrir um espaço na sua mente e no seu corpo emocional. Você está tentando controlar essa situação e resolver isso com seus próprios meios e você só se complica cada vez mais.

Eu posso te dar uma direção para a purificação que é a aceitação do passado. Essa aceitação é possível quando você compreende, a compreensão gera o perdão e o perdão te liberta.

Porém o perdão é um fenômeno que está além da mente.

Ajudaria se você pudesse identificar a mágoa ou ressentimento que o mantém preso ao passado. Cabe a você se perguntar até quando vai manter essa mágoa no coração. Até quando vai insistir em querer se vingar de fulano ou cicrano por ele não ter te dado aquilo que queria? Até quando vai insistir no sofrimento (por mais que sinta prazer nele)?”

“Por favor, traga para o campo aberto aquilo que ainda não estou enxergando, mas que está me fazendo cair no vale do sofrimento. Sempre que eu estiver num impasse com alguém, vivendo um conflito, que eu possa identificar a minha responsabilidade. Mostre-me a minha responsabilidade, permita que eu veja, por mais que fira minha vaidade.

Essa é a oração nos estágios do ABC da Espiritualidade. É quando você está dirigindo toda a sua energia para a purificação e transformação do eu inferior e compreendendo que esse processo se inicia quando você identifica essas manifestações. Conforme você vai identificando, vai fazendo uso do diálogo, para poder superar e ir além dessa identificação.”

“É muito importante que estejamos sempre nos lembrando que o processo de purificação e transformação do eu inferior requer tempo, determinação, toda a sua paciência e muita compaixão.

Esteja bastante atento a armadilha do eu idealizado que é estar exigindo de si mesmo a perfeição. Exigindo que não tenha mais mágoas, ressentimentos ou qualquer dor no seu sistema em relação á mãe ou quem quer que seja.

Nós estamos trabalhando para ampliar a percepção e ativar a consciência maior, que é nossa capacidade de amar e se doar; de perdoar e enxergar Deus em todos, principalmente em todas as pessoas que compõe a constelação familiar.”

“O processo de crescimento e amadurecimento da criança interior é um processo gradual. Muita vezes você se vê novamente envolto por uma nuvem escura e parece que a guiança espiritual não está mais ali presente. Você se vê novamente sozinho, separado, isolado porque ficou tenso e com isso não pode perceber a presença espiritual com você.

E sempre que a sua consciência rebaixa você reedita os mesmos padrões. Você acaba reeditando os mesmos hábitos que normalmente vinha cultivando, o que te dá a sensação de que não melhorou em nada. Mas, isso não é verdade.

Você precisa ficar atento a isso. Existe um condicionamento bastante comum na entidade humana em evolução que é prestar atenção só nos defeitos; somente naquilo que está faltando, e não olhar para aquilo que conquistou e já tem. Eu sinto que é importante você olhar para o seu progresso.

Eu estou me referindo a esses momentos em que a consciência rebaixa e você tem essa tentação de se punir por achar que não progrediu.”

SRI PREM BABA

Postado por