Você tem ou convive com alguém que sofre de Rinite e Sinusite?

Conviver com doenças respiratórias já faz parte do dia a dia de muita gente e com elas vêm as dores de cabeça, obstrução nasal, cansaço, coriza, garganta e olhos irritados.

Isso limita a qualidade de vida e leva ao uso de remédios alopáticos fortes frequentemente.

No inverno, as doenças respiratórias aparecem com mais facilidade, esse artigo traz para você formas simples de tratar a rinite e sinusite de forma natural com a Aromaterapia.

RINITE

É pelo nariz que o ar passa e alcança os pulmões, e é o grande responsável por algumas funções respiratórias como filtração, umidificação e aquecimento do ar inspirado.

Para exercer bem essas funções, o nariz conta com mecanismos que impedem substâncias tóxicas e partículas chegarem até os pulmões.

A obstrução nasal, espirros e coriza são formas de defesa na proteção do organismo a tais substâncias.

Porém, o sistema imunológico das pessoas alérgicas apresenta reação exagerada aos micro-organismos e partículas, muitas vezes, inofensivos, desencadeando problemas respiratórios como a rinite.

SINUSITE

A sinusite acontece quando as mucosas dos seios da face estão inflamadas. A inflamação pode causar febre, tosse, dores musculares, peso na cabeça, enjoos e até perda de apetite.

A doença pode ser causada por diversos fatores, entre eles: infecções respiratórias por fungos, bactérias e vírus, aromas sintéticos, partículas de poeira, choque térmico, desvio de septo nasal, traumas na face, infecções odontológicas, alterações de altitude e tumores.

Os sintomas são mais perturbadores durante a noite ao se deitar, a secreção pode escorrer por outras partes das fossas nasais, piorando os sintomas.

RINITE E SINUSITE – TRATAMENTO COM AROMATERAPIA

Os tratamentos médicos através de vacinação, imunoterapia, antibióticos, antialérgicos, corticoides e até cirurgias têm suas limitações e efeitos colaterais diversos variando de caso para caso.

Você já deve ter convivido com alguém que já tentou vários tratamentos, mas não teve um bom resultado.

Por isso, métodos naturais e cientificamente comprovados como a Aromaterapia, vem ganhando popularidade no tratamento das doenças respiratórias.

Os óleos essenciais podem intervir em certos sintomas de maneira rápida e eficaz, muitos demonstram ação anti-inflamatória e imunomoduladora, ou seja, conferem uma melhora da resposta imunológica.

Alguns óleos essenciais ainda possuem ação mucolítica, broncodilatadora, expectorante e antialérgica.

Veja quais óleos essenciais usar para os principais sintomas:

Obstrução nasal: Hortelã-pimenta, Eucalipto Globulus, Alecrim QT Cânfora, Alecrim QT Cineol;

Dificuldades para dormir: Lavanda Francesa, Sálvia Esclareia, Bergamota;

Coceira no nariz e garganta: Espruce Branco, Eucalipto Globulus, Eucalipto Radiata;

Dor de cabeça: Hortelã-pimenta, Lavanda francesa, Manjericão;

Dores musculares: Bétula doce, Wintergreen, Hortelã-pimenta, Alecrim QT Cânfora;

Fadiga ou mal-estar: Hortelã-pimenta, Alecrim QT Cânfora, Alecrim QT Cineol;

Contraindicações: É recomendado não usar os óleos essenciais de Hortelã-pimenta e Eucalipto Globulus em crianças menores de 2 anos. Não usar o óleo essencial de Alecrim QT Cânfora em grávidas e pessoas com hipertensão.

Estudos científicos comprovam que a Aromaterapia alivia os sintomas dessas doenças através especialmente da inalação e difusão atmosférica.

A Aromaterapia é uma intervenção segura que também deve ser seguida por um estilo de vida saudável, em que se evite, nesses casos, o tabagismo e consumo de álcool.

Outros cuidados que devem ser tomados são: manter o ambiente domiciliar limpo, utilizar aspiradores com filtros especiais, evitar carpetes, tapetes, cortinas, animais domésticos peludos, bichos de pelúcia ou qualquer tipo de acumuladores de poeira.

Além disso é recomendado usar pano úmido na limpeza e manter a boa ventilação do ambiente, bem como diminuir o uso de produtos de limpeza com aromas fortes e sintéticos.

Fonte: http://viverdearomas.com.br/rinite-e-sinusite-tratamento-natural/