Espiritualidade,  Uncategorized

Canal a Monada – O Poder da Aceitação

“Quando, perante certas dificuldades, sentis o desânimo ou o desespero invadir-vos, não os considereis como inimigos que não têm o direito de vos atacar, porque, infelizmente, não é assim, eles têm esse direito. É preciso, pois, aceitar esses ataques dizendo para si próprio que, graças a eles, muitas coisas ficarão melhor depois, e é verdade, elas ficarão melhor.

Nunca sentistes que, após um grande desânimo, ficais de novo cheios de energias? De onde vieram essas energias? Foi o desânimo que vo-las trouxe. Evidentemente, deveis estar atentos: velai para que esse desânimo não seja mais forte do que vós, para que ele não vos arraste como uma torrente impetuosa que acabaria por engolir-vos. Aceitai-o apenas como uma coisa inevitável, pois tais estados são inevitáveis. Se souberdes como compreendê-los e como vivê-los, isso será como a primavera depois do inverno, sentir-vos-eis regenerados.”

Mais um texto excelente de Omraam Mikhaël Aïvanhov e bem a propósito relativamente o momento presente em que muitos sentem que a energia está de alguma forma estagnada e que nada avança.

O que este texto nos ensina, é o caminho para ultrapassar esta situação, pois sabendo nós que a tudo o que resistimos persiste, então se quisermos ultrapassar o momento de desânimo ou de qualquer outra adversidade, o melhor que há a fazer é aceitá-la plenamente na nossa vida e no nosso ser. Só tomando a plena consciência da sua existência é que poderemos partir em busca das causas e perceber o que temos de aprender.

Por isso o desânimo, ou qualquer outra adversidade, são uma energia de tomada de consciência muito importante para a nossa aprendizagem e para o nosso caminho evolutivo. Aceitar faz parte do processo. Aceitá-lo e torna-lo bem vindo só por si é o primeiro passo para depois de vivenciá-lo, poder-nos sentir revigorados e partir com mais força para a próxima etapa.

Lembrai-vos que Deus jamais permite que nos chegue algo que não possamos suportar e superar, por mais difícil que a situação nos possa parecer, e no momento em que dermos o primeiro passo certo para a superação, logo tudo nos parecerá bem mais fácil e óbvio.

Agora, é de uma enorme sabedoria, sempre que algo nos surja de mais complicado, assim pensar e sentir desde logo. Mesmo quando já temos a nossa mente bem treinada, aparece sempre algo de inesperado dentro de nós que até parece que tudo dificulta e logo voltamos ao papel da vítima sofredora a que tudo acontece e voltamos a desanimar.

Já reparaste que desânimo e desanimar quer dizer, literalmente, não estares a vivenciar verdadeiramente o que te vai na alma ou ligado a ela?

A Alma tudo aceita pois sabe que tudo o que acontece foi porque ela mesma o atraiu, mas tu e o teu Ego teimam em resistir ou, pior, armas-te em vítima sofredora e tendes a ficar nesse estado depauperado de amor e autoestima.

Por isso anima-te, que é o mesmo que dizer, assume o sentir da tua Alma, aceita tudo o que vier até ti, aprende ganhando consciência da situação até descobrires a forma como a vais superar.

Sente-te sempre profundamente amado, pois o AMOR é a força maior que existe no Universo e virá sempre ajudar-te na tua aprendizagem.

Fica bem…

(A Mónada)

http://nave-azul.blogspot.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »