Os fótons, estranhamente, aparecem dentro do espectro visível.

Eles variam do infravermelho próximo ao violeta, ou entre 200 e 1.300 nanômetros.

Os cientistas têm uma forte suspeita de que os neurônios do nosso cérebro podem se comunicar através da luz.

Eles suspeitam que nosso cérebro possa ter canais de comunicação ópticos, mas eles não têm idéia do que poderia ser comunicado.

Ainda mais emocionante, eles afirmam que se houver uma comunicação óptica acontecendo, os Biofótons que nossos cérebros produzem podem ser afetados pelo emaranhamento quântico, o que significa que pode haver uma forte ligação entre esses fótons, nossa consciência e possivelmente o que muitas culturas e religiões chamam de Espírito.

Em alguns experimentos, cientistas descobriram que cérebros de ratos podem passar apenas um biofóton por neurônio por minuto, mas cérebros humanos poderiam transmitir mais de um bilhão de biofótons por segundo.

Se houver alguma correlação entre biofótons, luz e consciência, isso pode ter fortes implicações de que há mais luz do que estamos cientes.

Apenas pense por um momento. Muitos textos e religiões que datam desde o surgimento da civilização humana relatam que santos, seres ascendidos e indivíduos iluminados têm círculos brilhantes ao redor de suas cabeças.

Da Grécia Antiga e da Roma Antiga, aos ensinamentos do hinduísmo, budismo, islamismo e cristianismo, entre muitas outras religiões, os indivíduos sagrados foram retratados com um círculo brilhante na forma de um brilho circular em torno de suas cabeças.

Se eles fossem tão iluminados quanto são descritos, talvez esse círculo brilhante fosse apenas um resultado da consciência superior com a qual eles operavam, daí uma frequência e produção mais elevadas de biofótons.

Talvez esses indivíduos produzissem níveis mais altos de biofótons com maior intensidade por causa de sua iluminação, se houvesse alguma correlação entre biofótons e consciência.

Até mesmo a palavra inglesa “enlightenment” para iluminação sugere que essa consciência superior tem algo a ver com a luz.

Emaranhamento quântico.

Arte conceitual de um par de partículas quânticas entrelaçadas ou eventos (à esquerda e à direita) interagindo à distância.

Emaranhamento quântico é uma das conseqüências da teoria quântica. Duas partículas parecerão estar ligadas através do espaço e do tempo, com alterações em uma das partículas (como uma observação ou medição) afetando a outra.

Esse efeito instantâneo parece ser independente do espaço e do tempo, significando que, no reino quântico, o efeito pode preceder a causa.

Mas uma das implicações mais excitantes da descoberta que nosso cérebro pode produzir luz é que talvez nossa consciência e espírito não estejam contidos em nossos corpos. Essa implicação é completamente ignorada pelos cientistas.

O Emaranhamento quântico diz que 2 fótons emaranhados ou partículas reagem se um dos fótons é afetado, não importa onde o outro fóton esteja no Universo sem qualquer atraso.

Talvez exista um mundo que existe dentro da luz, e não importa onde você esteja no universo, os fótons podem atuar como portais que permitem a comunicação entre esses dois mundos.

Talvez nosso espírito e consciência se comuniquem com nossos corpos através desses biofótons.

E quanto mais luz produzimos, mais despertamos e encarnamos a integridade de nossa consciência.

Isso pode explicar o fenômeno de por que o estado de um fóton é afetado simplesmente por observá-lo conscientemente, como é provado em muitos experimentos quânticos.

Talvez nossa observação comunique algo através de nossos biofótons com o fóton que está sendo observado, de forma similar ao entrelaçamento quântico, como a luz é apenas uma substância unificada que está espalhada por todo o nosso Universo e afetada através de cada partícula de luz.

Claro, nada disso está perto de ser uma teoria.

Mas fazer perguntas e disparar tais hipóteses metafísicas pode nos levar mais perto da verdade e da compreensão do que é a consciência, de onde vem e quais são os mistérios que se escondem dentro da luz.

Referências: 

–  http://bigthink.com/robby-berman/there-are-biophotons-in-brain-is-something-light-based-going-on ; 

– https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4267444/ ; 

– https://arxiv.org/abs/1708.08887 ; 

Fonte http://tonocosmos.com.br/cientistas-descobrem-bio-fotons-no-cerebro-que-podem-sugerir-que-nossa-consciencia-esta-diretamente-ligada-a-luz/