Coentro

CONSUMA MAIS COENTROS E LARGUE OS ANTIBIÓTICOS

Originário do Mediterrâneo e Oriente Médio, o coentro já era conhecido e utilizado pelos egípcios, não como tempero, mas como planta medicinal (a ele se atribuíam propriedades digestivas, calmantes e, quando usado externamente, para alívio de dores das articulações e reumatismos), além de possuir efeito anafrodisíaco.

O coentro é muito utilizado na culinária brasileira nordestina e também na região Norte. Em Portugal, é muito utilizado, por exemplo, na cozinha alentejana e noutras regiões do sul do País. No sul, é praticamente ignorado.

Cultivo do Coentro

O coentro pode ser plantado em jardineiras, vaso e até mesmo em copos de 200 ml, mas nesse último caso o desenvolvimento é um pouco prejudicado. A colheita poderá ser feita após aproximadamente 50 dias da plantação da semente.

O ciclo de produção dessa hortaliça é relativamente curto, se comparado ao de outras plantas como a salsa.

Use e abuse dos coentros na cozinha. Esta erva aromática, usada quer na cozinha, quer em fármacos pode ajudar a prevenir doenças transmitidas por alimentos e vai ao ponto de tratar infeções resistentes aos antibióticos.

Ou seja, um estudo da Universidade da Beira Interior, publicado no «Journal of Medical Microbiology» chegou à conclusão de que o óleo de coentros é tóxico para uma ampla gama de bactérias nocivas.

O efeito do óleo de coentros foi testado em 12 estirpes de bactérias, entre as quais a E.coli (que andou nas bocas do mundo nos últimos meses), a Salmonella entérica e a Bacillus cereus.

Todas elas mostraram uma redução do crescimento, sendo que a maioria delas foi eliminada por soluções que continham até 1,6 por cento de óleo de coentros.

Apenas duas resistiram ao efeito bactericida desta solução.

Referências