Espiritualidade

Grupo de Estudos Virtual Eusouluz – Quem é Ishwara

Ishwara é uma palavra em sânscrito que significa “Senhor do Universo” ou “Senhor”. No Hinduísmo, Ishwara é visto como o “aspecto pessoal imediato da suprema Divindade impessoal”
Esta é a base do Hinduísmo.
Não podemos conhecer a Deus ao menos que O conheçamos personificado, e Deus se personifica em extensões de Si mesmo para quem Ele dá forma – forma espiritual e forma física.
No Hinduísmo sabemos que muitos deuses são simplesmente raios de luz de uma única Fonte central.
Na verdade não é um panteísmo.
É realmente o único Deus que aparece para nós em muitas de Suas manifestações, representando o perfil do serviço daquela divindade.
Então quando precisamos de algo recorremos a um certo deus ou deusa, mas na realidade há um só Deus.
A Enciclopédia da Filosofia e Religião Oriental explica que “o Deus do Cristianismo e do Islamismo, assim como todas as divindades da mitologia Hindu, são aspectos de Ishwara.
Nossa razão humana pode conceber divindades apenas em alguma forma; portanto, precisamos do conceito de Ishwara….
A forma mais amplamente disseminada de Ishwara no pensamento Hindu é a trim?rti, a trindade de Brahma, Vishnu e Shiva.”
Geralmente Ishwara é personificado como um dos aspectos desta trindade. Diversos segmentos Hindus identificam Ishwara como a mais alta figura em seus panteões, seja Brahma, Vishnu ou Shiva.
Tal qual descrito pelo sábio hindu Ramanuja, “Ishwara… possui um número infinito de qualidades supremas e auspiciosas… Ele tem o corpo mais perfeito, que é eterno e imutável.
Ele é radiante, cheio de beleza, juventude e força… Ele é onipresente; ele é a regra interior de tudo”
Podeis pensar em Ishwara como sendo um com o grande Atman, a Presença de Deus que é parte e está em vossa chama trina.
Em uma escritura Hindu, Shiva Purana, Ishwara se manifesta como Shiva. Ishwara diz, “Vede, Eu Sou Ishwara, aquele que vem para a proteção daqueles que o adoram, aquele que sempre vos concede segurança e felicidade”
Swami Prabhavananda e Christopher Isherwood escreveram: “O importante é o conceito de devoção… Devoção a um ideal pessoal que Deus traz em si uma inclinação natural para a humildade e o serviço…
Se nos colocamos à disposição para servir Ishwara, se a Ele dedicamos nossas ações e submetemos nossa vontade à d’Ele, veremos que ele nos puxará para Si.”
Ele nos chamará para Si na medida em que nos entregamos a Ele. “Esta é a graça de Deus, a que Sri Ramakrishna comparou com uma brisa permanente; vós tendes apenas que içar vossas velas a fim de alcançá-la.”
Em um ditado dado em 1977, Ele se apresentou a mim em uma magnífica espiral de luz, feita de filigrana de cristal representando o homem escondido do coração, o Santo Cristo Pessoal. Naquele ditado Ishwara disse:
“EU SOU o único, Ishwara….EU SOU na luz do Santo dos santos, no centro da chama e dentro da câmara secreta.
Vinde e encontrai-me no centro do Um que é a própria vida. Vinde e buscai-me para conhecer meu nome e assim conhecer a chave interior para a liberação da energia que apenas dará a todos a vida e a vida eterna.”
Extraído de uma palestra da Mensageira Elizabeth Clare Prophet proferida em 30 de junho de 1995, no Coração do Inner Retreat
– Tradução – Paulo R Simões
Venha Conhecer o Grupo de Estudos EuSouLuz www.eusouluz.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »