Cristais

Harmonize-se com os Cristais

Há muito se tem usado os cristais como forma de tratamento para diversas desarranjos do organismo. Sabiamente, os antigos utilizavam-se dessa poderosa energia doada pela Natureza para harmonizar os sistemas energéticos mais sutis do ser humano, o que se reflete no seu equilíbrio físico, mental e emocional.

Os cristais têm as propriedades de absorver, armazenar, transformar, ampliar e emitir energia. As qualidades energéticas de cada um são determinadas por sua composição química e estrutura atômica. Assim, para cada necessidade, temos um mineral indicado.

Trabalhando com os cristais e com as pedras preciosas, conseguimos purificar nossa alma, liberar-nos de traumas reprimidos e conectarmo-nos com nossa própria fonte de verdade e poder. Adquirimos também o poder de transformar, de curar, de perdoar, de exercer a compaixão, a tolerância, de amar a nós mesmos e ao próximo. Tudo isso pode ser despertado quando nos sintonizamos com essa alegre e bela expressão da Natureza no reino mineral.

Preparo do cristal

Os minerais requerem certos cuidados para se manterem em boas condições de uso. Para que sua potencialidade permaneça ativa, devemos sempre limpá-los das energias impuras que absorvem, energizá-los e programá-los.

Para a remoção das energias impuras, deixe a pedra de molho em água com sal grosso por 24 horas. Em seguida, para energizá-la, deixe-a no sol por pelo menos uma hora.

Por fim, é preciso programar o cristal para que ele exerça a função desejada, pois, como receptor, armazenador e amplificador de energia, ele irradia a vibração que lhe foi projetada. Segurando-o com as duas mãos, diga “programo este cristal para …. ” (cite a função para a qual ele é indicado) ou projete mentalmente a situação que deseja viver.

O fato de programar a pedra não significa que você pode lhe dar a função que quiser. Ela não fará nada diferente de sua natureza. Se o cristal serve para desenvolver o amor-próprio, não curará insônia, por exemplo. Deve-se lembrar também que ele é apenas um instrumento; o direcionamento de sua energia é dado por quem o usa e, naturalmente, devemos usá-lo para a prática do bem.

Modos de uso

Uso pessoal – Os cristais podem ser carregados no dia-a-dia. Colocados no bolso da roupa ou usados como adorno em pingentes, brincos e pulseiras, eles transmitem a vibração de que precisamos. Quando há algum desequilíbrio, pode-se fazer um curativo de cristal prendendo-o com esparadrapo diretamente sobre a pele.

Meditação – Nessa modalidade, a mente dirige a energia do cristal para determinado objetivo como alívio de tensão, desbloqueio emocional, recuperação da vitalidade, purificação etc.. Embora para cada objetivo haja uma pedra específica, pode-se usar o quartzo branco, que tem uso geral. Podemos dirigir a energia da pedra para nós, para outras pessoas e para a humanidade.

Uso em ambientes – A energia dos cristais se espalha nos ambientes, beneficiando as pessoas que os freqüentam. Quando maior o local, maior a pedra a ser usada para que sua vibração atinja uma área mais ampla. O mais indicado, nesses casos, são os aglomerados de cristal no seu estado bruto, conhecidos como drusas.

Disposição sobre o corpo – Essa é a modalidade praticada por curadores habilitados, que colocam as pedras sobre os chacras ou as regiões do corpo que necessitam de equilíbrio. Por meio dessa técnica, os terapeutas harmonizam a aura, os corpos sutis e o corpo físico, proporcionando equilíbrio e bem-estar.

Indicação de cristais e pedras preciosas

Quartzo branco límpido – Estimula a espiritualidade e auxilia a cura em geral, purificando, vitalizando e protegendo a pessoa. Drusas desse cristal são muito indicadas para harmonizar os ambientes. Chacra: coronário.

Ametista – Alivia as tensões e o estresse mental/emocional. Desperta o processo de transformação e traz equilíbrio espiritual. É também muito indicada para o uso em ambientes, pois transmuta as enegias negativas, favorecendo a harmonização e a tranqüilidade. Chacra: frontal.

Lápis-lázuli – Purificador mental e espiritual, desenvolve e estabiliza as habilidades psíquicas. Auxilia nos desequilíbrios cerebrais e mentais. No uso ambiental, colocada sobre a mesa de trabalho ou de estudo, favorece a concentração e a fluência do raciocíno. Chacra: frontal.

Água marinha – Tranqüiliza as emoções, clareia os pensamentos e desperta a auto-expressão, a inspiração e a receptividade. Usada diretamente dobre a testa, acalma os pensamentos; sob o travesseiro, favorece o sono tranqüilo. Chakra: laríngeo.

Quartzo rosa – Acalma, alivia tensões nervosas. Estimula e libera o amor, o perdão e a compaixão por si mesmo e pelo próximo. Usada diretamente sobre o coração, acalma as emoções. Chakra: cardíaco.

Esmeralda – Equilibra os sentimentos e todos os sistemas do corpo físico e da aura. Transmite sinceridade, tranqüilidade e paz. Auxilia qualquer processo de cura. Colocada diretamente sobre a região do plexo solar, alivia os problemas estomacais. Chacra do Plexo Solar

Citrino – Estimula o pensamento racional e a objetividade. Traz a auto-confiança e a fé. Vitaliza os sistemas físicos e psíquicos. Usada sobre a mesa de trabalho ou de estudo, favorece a concentração e a fluência do raciocínio. Chacra: esplênico.

Ágata – Canaliza a vontade e as emoções para sua expressão. Estimula a consciência do Eu e traz a segurança nas relações. Chacra: básico.

Fonte: Luciana Ibri

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »