Espiritualidade,  Uncategorized

MESTRE LANTO – A UNIDADE na HUMANIDADE

Olá meus Queridos,

Hoje venho aqui dizer-vos para ficarem abertos ao mais improvável. Ficai abertos e deitai por terra todas as vossas crenças e mitos. Já sabeis isto pelo momento que atualmente acontece, mas também porque é preciso derrubar todas estas barreiras e obstáculos, para que a Humanidade fique com possibilidade de reconhecer e discernir o que é verdadeiro do que não é.

A Unidade é um dos conceitos que mais difícil se torna que a humanidade o entenda, pois a natureza humana e sobretudo a sua estrutura cerebral, quer impor a todo o momento a individualidade do Ego e da personalidade, e isto não se verifica apenas nas questões políticas, tribais, clubísticas… ela está patente nos mais ínfimos e íntimos comportamentos humanos, sobretudo quando o ser humano afirma: eu sou… e tu és…! Pois é impossível afirmar e acreditar que: eu sou e tu és o que eu sou! – Não sei se entendem a diferença.

Quanto mais vincada for a personalidade e o Ego da pessoa mais difícil se torna para esta perceber isto. Normalmente, não só porque conscientemente as pessoas utilizam muito mais o hemisfério esquerdo cerebral. Foram educadas para isso. Como também as sociedades têm por base a individualidade humana e as características comuns do ser para elas próprias se caracterizarem sócio culturalmente.

O Ego e a personalidade impõem a individualidade do ser enquanto que a Alma clama pelo Todo a que ela pertence.

Esta é a principal razão que está na base de todo o sofrimento do Mundo.

Não é que o Ego seja mau ou que a personalidade mais vincada ou mais carismática como vocês a chamam não sejam importantes. O que é importante mesmo na vida humana é nunca se perder a noção do Todo. Reparem bem que toda a iniquidade humana começa pela valorização do Eu em função do Outro. Mesmo que um determinado ser seja valorizado pelo seu talento, que de alguma forma o distingue dos outros, isto acontece porque tal foi-lhe atribuído através do seu próprio contrato encarnacional, em função do seu propósito maior e não porque ele seja diferente dos demais do ponto de vista energético e anímico.

De um ponto de vista energético todo o ser vivo, assim como o ser humano faz parte de Deus. É Deus manifestando-se no mundo das formas através de seus filhos muito amados. São as estruturas mentais da individualidade do ser que o modificam e que dão a perspetiva da individualidade.

Temos vindo a detalhar melhor a explicação do UNO para que possais entender que não tem qualquer tipo de significado as guerras, as discussões familiares, as diferenças de estatuto entre as pessoas, as assimetrias sociais, as questões políticas e até as questões económicas. Mais tarde ou mais cedo o ser humano, na sua globalidade, também vai entender isto e tornar-se-á assim mais solidário, amoroso e mais compassivo. No entanto, até lá é necessário deitar a baixo as estruturas individualistas, as crenças e os mitos antigos que cada vez mais deixarão de fazer sentido. Sobretudo todas aquelas formas de pensamento que nos faça sentir vítimas de toda a espécie de “escumalha”, “gentinha” que achamos que são a causa de todos os males.

É por isso que passam por vezes por estes momento de se sentirem mal, com necessidade de descartar velhas memórias, de mudar algo na vossa vida, com sintomas físicos e às vezes com algum mau-estar nervoso, que nem sempre é fácil de descobrir a causa.

Não se trata por isso de punir ninguém ou se quer de resolver alguma “charada” que o vosso inconsciente procura revelar. Nem devem olhar para estes momentos como se a energia que vos chega fosse meramente destrutiva e dirigida especialmente a vós. Ela de facto pretende ir destruindo as assimetrias para que a Humanidade se sinta mais Una tal com ela é no Reino do Pai. Reparem bem que estas assimetrias estão dentro de vós… não são obras de criação da sociedade que ela própria vos procura impor e é isso que é necessário mudar.

A única forma de evoluírem durante este períodos é entenderem bem isto e aceitarem todos este processos na vossa vida. É voltarem-se para o vosso centro e perceberem afinal qual é a vossa essência, de que é feita a vossa eternidade, entenderem que nunca estão sós e que fazem parte de um TODO.

É com muito AMOR que vos deixo agora, agradecendo a vossa atenção.

Sintam-se sempre muito AMADOS… até a uma próxima oportunidade.

Canalização do Mestre Lanto pel’ (A Mónada)

Canalizado pela a Mónada
Publicado por: Hugo L. Arteiro

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »