Medicina Natural,  Uncategorized

Probióticos e prebióticos

probioticos_prebioticos

Os prebióticos e probióticos são assuntos que tem interessado muita gente. Mas você sabe o que é probiótico, prebiótico e simbióticos?

Esses temas tão comentados estão associados com a saúde intestinal, mas é fundamental saber o que é probiótico e prebiótico, diferençasentre eles e muitas outras questões relacionadas a isso. Tire todas as suas dúvidas aqui e usufrua dos benefícios!

É comum as pessoas falarem bactérias probióticas e prebióticas, mas não é um termo correto, uma vez que a bactéria é que é o probiótico e prebiótico não é bactéria.

A seguir você entenderá de fato a diferença entre probiótico e prebiótico e também saberá o que são os simbióticos.

O probiótico é basicamente a própria bactéria, o consumo de probiótico pode estimular a produção de outras bactérias do bem, potencializando o reforço da integridade intestinal, assim como pode evitar e auxiliar no tratamento de diarreias, obstipação (prisão de ventre), síndrome do intestino irritável, entre outras.

Já os prebióticos são fibras não digeríveis que funcionam como alimento para as boas bactérias, o que contribui tanto para manter a colonização de bactérias benéficas no intestino quanto para aumentar a multiplicação delas.

Um bom probiótico contém a partir de 4 ou 5 bilhões de UFC (unidade formadoras de colônias).

As cepas (tipo de bactéria) utilizadas podem ir variando conforme a utilização e o profissional indicado para orientar e prescrever probióticos é o nutricionista ou médico.

Alimentos probióticos e prebióticos (produto) são conhecidos por simbióticos, em um único produto já é fornecido a bactéria e o alimento delas simultaneamente.

Há alimentos que tem atividade prebiótica, um deles é a biomassa de banana verde, alimento coringa na gastronomia funcional muito utilizado como substituto do leite condensado e creme de leite, uma vez que a biomassa dá consistência às massas sem salgar nem adoçar. Inclusive a biomassa pode ser utilizada no preparo de sucos, smoothies, bolos e muitas outras preparações. Confira deliciosas receitas funcionais aqui!

  • Podem contribuir com o equilíbrio dos níveis de colesterol e triglicérides no sangue.
  • Podem ajudar na manutenção e no restabelecimento da microbiota intestinal.
  • Estimulam a motilidade intestinal (trânsito intestinal).
  • Contribuem com a consistência adequada das fezes, prevenindo diarreia e a obstipação intestinal (intestino preso).

Os prebióticos estão presentes em alimentos de origem vegetal ricos em inulina e FOS (frutooligossacarídeos), como a cebola, alho, tomate, chicória, aspargos, alcachofra, além da banana, cevada, aveia, trigo e mel. Já os probióticos, além de serem vendidos em sachês ou cápsulas, podem estar presentes em pequenas quantidades nos iogurtes, leites fermentados e coalhada.

As mais conhecidas bactérias que exercem essa função são as Bifidobacterium e Lactobacillus, e a Lactobacillus acidophillus. Elas agem produzindo ácidos que diminuem a concentração de bactérias e micro-organismos indesejáveis e protegem a mucosa intestinal, transformando as fibras (prebióticos) presentes em ácidos. Além disso, também diminuem a concentração de bactérias patogênicas, que provocam doenças e gases.

Por fim, os probióticos também atuam no fortalecimento do sistema imunológico, por meio de uma maior produção de células protetoras e aumentam a produção da enzima que facilita a digestão da lactose.

Agora que você já conhece os benefícios, saiba como tomar prebióticos e probióticos. A recomendação é de 1 a 2 sachês diários para probiótico e prebiótico ou apenas o probiótico, eles podem ser consumidos com água na temperatura ambiente antes de dormir.

Isso evitará interação com os alimentos e também impedirá que as altas temperaturas, como as dos chás, matem as bactérias antes de chegarem no intestino. Caso tenha recomendações do médico ou nutricionista, siga as orientações dele.

O consumo de prebióticos, probióticos e simbióticos devem ser associados com alimentação balanceada, bem como a prática frequente de atividade física.

Uma saudável microbiota intestinal (flora intestinal) possui um papel relevante tanto na promoção de saúde quanto na prevenção de doenças, a suplementação pode contribuir muito para manutenção e reestabelecimento de um bom ambiente intestinal.

Os probióticos podem ser consumidos por crianças, adultos, idosos e até gestantes. Mas lembre-se de consultar um nutricionista antes de iniciar qualquer suplementação, ele fará esclarecimentos individualizados e adequações específicas para cada caso.

Fonte: https://www.natue.com.br/suplementos-alimentares/probioticos-e-prebioticos/

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »