O termo “libertar-se dos antepassados” não é a expressão exata, porque não nos podemos libertar daquilo que não existe mais.

Pelo contrário, vocês podem ser a reencarnação dos vossos antepassados.

Dessa forma podem libertar-se de certas correntes que vocês criaram a vós mesmos.

Vamos entrar um pouco mais em pormenor.

Quando a alma encarna, quando toma vida e corpo na barriga de uma mãe, ela constrói-se com a matéria da sua progenitora.

Assim, no sangue e nas células que vão compor o seu veículo de manifestação, haverá a impregnação da vivência da progenitora que, por sua vez, está impregnada da vivência da sua própria progenitora.

A impregnação dos antepassados pode fazer-se a esse nível.

Isto só tem importância para uma certa superação.

Mesmo que a vivência da mãe ou do pai possa influenciar muito, que possa haver uma hereditariedade pesada, é simplesmente a escolha da alma que vem experimentar a vida.

No mesmo círculo de família, no mesmo grupo de alma, ela poderia ter escolhido um outro progenitor que lhe teria feito viver outra coisa.

Assim a escolha de tal progenitor é sempre feito pela alma que encarna.

Pelo contrário, a única bagagem real para ela, é a soma considerável de todas as experiências que estão armazenadas ao nível da sua alma.

As suas próprias experiências pertencem-lhe.

A esse nível, ela nunca poderá estar impregnada pelas experiências dos outros.

Ela tem suficientemente coisas para gerir, transmutar, limpar as suas próprias vivências, as suas próprias experiências.

A alma dar-se-á sempre os meios necessários em função do seu programa de vida que estabeleceu com a ajuda dos seus preciosos guias.

Compreendam que a hereditariedade encontra-se a nível celular, e sobretudo a nível físico.

A hereditariedade pode encontrar-se a nível de carências de saúde, e mesmo a nível de pontos comuns, a nível das personalidades, das semelhanças físicas, porque tudo isto pertence à parte da matéria da encarnação.

Não se preocupem muito com tudo o que herdaram das pessoas que vos conceberam no momento das vossas encarnações.

A única “preocupação” que devem ter é tomarem consciência do poder gigantesco que está em vocês, tomarem consciência que podem parar qualquer lei de causa e efeito.

Fonte: http://trabalhadoresdaluz.altervista.org/