http://www.relvaverde.com.br/wp-content/uploads/2014/06/

Ágar-ágar (Gelatina Vegetal)

Ágar é uma palavra maia que quer dizer gelatina. Na verdade, a ágar-ágar não constitui uma alga mas o extrato de cerca de vários (cerca de 8) tipos de algas marinhas da espécie agarófita. Existem, por isso, diversos tipos de ágar, de acordo com a alga de onde são extraídos.

A mais consumida entre nós é extraída da alga Gelidium Sesquipedale e é uma das mais conceituadas em todo o mundo. Este extrato tem um poder gelificante cerca de 10 vezes superior ao das gelatinas animais. É a alga com mais baixo teor de calorias, mas apresenta um alto teor de vitaminas (A, B1, B2, C e D) e minerais (cálcio, fósforo, magnésio, iodo, silicio, zinco, bromo e selénio), sendo utilizada para combater estados de fraqueza física ou reduzir o colesterol.

É também indicada para combater a obstipação (prisão de ventre) e favorecer a eliminação de toxinas por via intestinal. Uso culinário – É uma gelatina que ajuda a melhorar a textura dos pratos e alimentos, substituindo a gelatina de origem animal.

É comercializada sob a forma de tiras ou pedaços, flocos ou em pó. Utilizada na preparação de pudins, gelados, tartes, compotas, xaropes, molhos, maionaises e recheios.

Fonte: Viva Saudável

A ágar-agár é uma substância 100% natural e saudável extraída de algas vermelhas. Ela forma com facilidade um hidrogel e não precisa ser refrigerada para endurecer, pois endurece normalmente em temperatura ambiente.

Possui cor esbranquiçada e sabor neutro, podendo ser acrescida de qualquer sabor de nossa preferência. A ágar-ágar é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais ou em lojas de produtos japoneses.

Fonte : tudoparavegetarianos

O que é ágar-ágar

O uso da ágar-ágar – conhecida também simplesmente como “ágar” -, é centenário. Especialistas acreditam que o processo de produção dela iniciou-se no Japão por volta de 1650. Até hoje, a gelatina extraída através do processo de fervura das algas vermelhas (Gelidium sp.) é largamente usada na alimentação oriental e ganha cada vez mais adeptos no mundo todo.

Um alimento muito saudável

O benefícios à saúde são muitos. Por conter impressionantes 94,8% de fibras solúveis, o consumo frequente ajuda a regular o funcionamento do intestino. Também por causa das fibras, a ágar proporciona saciedade com pouca quantidade consumida e praticamente não tem calorias, o que certamente ajuda muito na hora de ficar em paz com a balança.

Um dos segredos dos grandes chefs de cozinha

Para a culinária, é um coringa. A ágar é comercializada principalmente em pó e basta uma colher de chá não muito cheia para fazer uma xícara de gelatina saudável. O poder gelidificante da gelatina vegetal é dez vezes maior que o da gelatina convencional.

Além disso, a ágar não necessita ir à geladeira para ficar firme e também não derrete em temperatura ambiente, como a outra. Por não alterar o sabor dos alimentos, é perfeita sobremesas e também para pratos salgados, como queijos vegetais (receita) e molhos encorpados.

Ética, limpa e segura para sua família

A ágar é a melhor opção na hora de escolher a gelatina que você vai comprar porque o processo de produção dela não é cruel. A gelatina convencional é feita a partir da fervura de ossos, tendões, pele e restos de animais que são mortos nos abatedouros.

O mais comum é que sejam restos de bois e de porcos. Já a ágar, é obtida com a fervura de algas marinhas. O resultado é um pó branco idêntico à gelatina de origem animal, só que mais saudável e ético.

Por ser de origem vegetal, a ágar oferece risco praticamente zero de contaminação por bactérias que causam doenças graves.

Quanto custa e onde comprar

O preço da gelatina vegetal é aparentemente maior que o da convencional. Porém, ela rende muito mais, tornando o custo-benefício muito atraente.

Um pacotinho com 100 g de ágar custa aproximadamente R$ 15,00 e rende cerca de 5,5 litros de gelatina pronta. A ágar é vendida principalmente em casas de produtos orientais, mas também pode ser encontrada em alguns supermercados e em lojas virtuais.

Como fazer sua primeira receita com ágar

Faça uma xícara do seu suco de fruta favorito. Coloque em uma panela e misture uma colher de chá de ágar. Acenda o fogo e mexa até levantar fervura.

Coloque em um recipiente e espere esfriar. Se achar necessário, leve à geladeira por 2 horas.

Você pode variar a receita, com mais ou menos ágar e pode também acrescentar pedaços de frutas.

Veja nossa lista de 10 motivos para você escolher a gelatina vegetal

1. Livre de crueldade. Sua produção não envolve a morte de animais.
2. Ajuda a regular o intestino.
3. Ajuda a emagrecer.
4. Não altera o sabor dos alimentos.
5. Tem melhor custo-benefício (rende muito mais).
6. Não derrete à temperatura ambiente.
7. Poder gelificante dez vezes maior.
8. Quase totalmente composta de fibras alimentares (94,8%).
9. Livre de corantes e aditivos químicos.
10. Versátil, serve tanto para doces quanto para salgados.

Receitas :

Gelatina de Frutas com Agár-agár

Ingredientes:
4 copos americanos de água
4 copos americanos de suco de fruta

2 colheres (sopa) de ágar-ágar

mel a gosto

Preparo:
Coloque no fogo a água e o ágar-ágar, após fervura desligar e acrescentar o suco de fruta e mel, coloque em uma forma e deixe esfriar.

Sugestão: sirva cortado em cubos.

Gelatina de ágar-ágar

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de ágar-ágar
  • 500ml de água
  • 500ml de suco de sua preferência (maracujá é o nosso predileto)
  • Mel a gosto

Modo de fazer:
Fazer o suco beeeem concentrado e adoçar além do normal (lembre-se de que o suco será diluído em mais 500ml de água, portanto, a quantidade de doce deve ser suficiente para 1 litro de líquido). Reservar. Diluir a ágar-ágar em 500ml de água e deixar ferver por 10 minutos em fogo brando. Desligar. Retirar com uma colher ou escumadeira a espuma branca que se forma após a fervura. Acrescentar o suco concentrado e misturar bem. Colocar em tacinhas ou em um refratário ainda quente (endurece rápido) e deixar esfriar. Não é preciso colocar na geladeira para endurecer.

Sabores que já testei e aprovei: uva (usei o suco 100% integral da Superbom e acrescentei mel), limão (fiz uma limonada bem forte) e maracujá (sempre faço o suco natural bem concentrado).

Em vez de suco, uma amiga preparou leite vegetal com alfarroba (carob) e adoçou com mel. Tive a oportunidade de experimentar e gostei muito, mas ainda não tentei fazer.

Bom apetite!

Creme de Amêndoa com Geleia de Manga

Receita inspirada no livro Delícias de Cardápio (Eliza Biazzi)

Ingredientes:

  • 1 litro de água fervendo
  • 1 1/2 xícara de amêndoa
  • 3 colheres de sopa de leite de soja em pó
  • 6 colheres de mel
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres de sopa de agar-agar
  • 2 colheres de sopa de amido de milho

Modo de fazer:
Junte a água fervendo, a amêndoa, a pitada de sal, a soja em pó e o mel no liquidificador e bata bem. Coe com um peneira fina. Misture o leite com a maisena e a agar-agar mexendo até engrossar em fogo baixo. Deixe por 2 minutos em fervura. Coloque em tacinhas e cubra com geleia de manga ou outra geleia de sua preferência. Enfeite com anis estrelado.

Na receita original, essa sobremesa é acompanhada de calda de morango, e não de geleia de manga como eu fiz.

A geleia de manga é simples. Basta bater no liquidificador mangas bem maduras e levar ao fogo até encorpar. Eu não acrescento açúcar, por isso a consistência da geleia é mole. Estoque a vácuo em potes de vidro esterilizados. Dura bastante!

Para fazer a calda de morango você vai precisar de:
3 xícaras de morango
1 xícara de mel

Modo de fazer:
Misturar tudo e levar ao fogo até encorpar.

Dica: Agar-agar é o substituto natural e saudável da gelatina. Ela é vendida em forma de pó em lojas de produtos naturais ou lojas de produtos japoneses.

Salada Luz do Sol (Frutas com ágar-ágar e falso chantilly)

Colocar a salada de frutas em gelatina vegetal aumenta sua durabilidade em alguns dias, evitando que as frutas percam água e oxidem.  Além disso, possibilita variações diversas de cores e sabores, que pode ser aproveitada ainda mais se essa salada de frutas for feita em fôrma de pudim e desenformada ou, ainda, feita em um recipiente de vidro com camadas de cores diversas. A receita básica está abaixo, mas crie à vontade, experimente e não tenha medo de usar o ágar-ágar. Lembrando mais uma vez: use em culinária apenas o ágar-ágar refinado, que é completamente branco (ou um amarelo muito claro), inodoro e que adquire uma textura lisa e firma!

A cobertura de tofu com castanha do pará, nosso “falso chantilly”, é confeitável e lembra as coberturas doces feitas com cream cheese (muito usadas em cupcakes).  Pode ser usada como cobertura de bolos, também, mantida sob refrigeração até o momento do consumo.

Caso seu liquidificador não tenha um formato ou potência que possibilite conseguir a manteiga de castanha (sim, isso pode acontecer e varia de aparelho pra aparelho), bata um pouco de tofu com a castanha o máximo que conseguir, e depois passe tudo pela peneira.

1) Salada de Frutas

Ingredientes:

  • 1 mamão papaya
  • 3 bananas prata
  • 3 kiwis
  • 2 maçãs
  • 1/3 abacaxi
  • 1/2 limão
  • folhas de hortelã, a gosto
  • pimenta rosa levemente quebrada, a gosto

Modo de Fazer:

Descasque o abacaxi, as bananas, kiwis e mamão. Pique todas as frutas em cubos e esprema o suco do limão. Misture com algumas folhas de hortelã e a pimenta rosa, distribua em taças individuais ou uma taça grande e reserve.

2) Falso Chantilly

Ingredientes: 

  • 1/2 xícara (chá) castanhas do pará
  • 200g de tofu firme
  • 1 colher (sobremesa) essência ou extrato de baunilha
  • 4 colheres (sopa) açúcar cristal orgânico

Modo de Fazer:

Num liquidificador bata a castanha do pará – desligando, mexendo e repetindo – até obter um creme (ou, pelo menos, um pó bem fino). Passe por uma peneira fina. Transfira para um processador de alimentos com os demais ingredientes e bata até obter um creme bem aerado. Coloque em geladeira por 2 horas.

3) Gelatina vegetal de laranja

Ingredientes: 

  • 3 xícaras (chá) suco de laranja
  • 1/2 xícara (chá) água
  • 1 colher (sopa) ágar ágar
  • 2 colheres (sopa) açúcar demerara

Misture em uma panela o suco de laranja, água, ágar ágar e açúcar demerara. Mexa até entrar em ebulição e ferva por 5 minutos. Mergulhe as fatias de carambola (veja abaixo) com a ajuda de um garfo e deixe secar. Distribua a gelatina vegetal na salada de frutas e coloque em geladeira. Reserve

4) Montagem

Ingredientes: 

  • 1 carambola, cortada em fatias (formato de estrela)

Enquanto a gelatina vegetal ainda estiver quente, mergulhe as fatias de carambola nesse líquido com a ajuda de um garfo e deixe secar sobre um prato ou fôrma.

Decore a salada de frutas com o creme utilizando um bico de confeitar e as fatias de carambola.

=====

ANOTAÇÕES

Receita apresentada em 10/03/2010 durante o programa Mulher.com da TV Século 21.

É necessário usar o ágar ágar branco e fino ao invés do ágar amarelo-acinzentado (semi refinado) para conseguir a consistência correta e sabor agradável.

A gelatina de origem vegetal não sofre influência do abacaxi cru – ao contrário da gelatina animal – e após gelada pode ser mantida em temperatura ambiente sem derreter. Receita ideal como sobremesa ou lanche, em especial no calor. Opção ética, nutritiva e saudável.

Varie facilmente a receita trocando as frutas e o suco utilizado. Não aceita congelamento, mas pode ser mantida sob refrigeração por até 3 dias.

O açúcar entra no ágar ágar com suco de laranja apenas para regular acidez, por isso seu uso é opcional. No falso chantilly, pode ser utilizado um adoçante natural como a Stevia (confira a composição para não utilizar adoçantes com lactose! E evite – aliás, de preferência elimine – adoçantes artificiais da sua vida).

Mousse de maracujá e castanha do pará

Uma sobremesa clássica feita de forma prática e nutritiva, utilizando leite vegetal de castanhas e ágar-ágar (gelatina vegetal ou gelatina de algas). Nesse receita você encontra as instruções para preparar, ainda, o leite concentrado de Castanha do Pará.

1) Leite concentrado de Castanha do Pará

  • 1 xícara de amêndoas ou castanhas do pará
  • 1/2 xícara de aveia em flocos
  • 500ml de água em ponto de pré-fervura
  • 1 xícara de água fria
Modo de Fazer:
Bata no liquidificador as amêndoas/castanhas com a aveia e a água em ponto de pré-fervura. Passe por uma peneira fina, diluindo com a água fria aos poucos. Resulta em 500ml de leite vegetal concentrado, que será todo utilizado na mousse. O resíduo pode ser aproveitado em outra receita (base de patê, recheios ou enriquecer massa de pão, bolo, mingau ou pudim, por exemplo), desde que guardado em geladeira por até 3 dias ou congelado por até 3 meses.
2) Mousse

Ingredientes: 

  • 1 xícara (chá) água
  • 1 e 1/2 colher (chá) ágar-ágar em pó, refinado
  • 1/2 xícara (chá) suco natural de maracujá
  • 1/2 xícara (chá) açúcar demerara
  • 1 receita Leite de castanha do pará concentrado (ou amêndoa)
Modo de Fazer: 

Faça o leite vegetal concentrado e deixe gelar (use o congelador ou freezer, mas não deixe solidificar).

Para obter a meia xícara de suco, separe a polpa e a semente de 3 maracujás, pulsando no liquidificador. Peneire

Em uma panela, ferva uma xícara de água já misturada com o açúcar e o ágar-ágar, por cerca de 2 minutos, mexendo de vez em quando. Coloque no liquidificar o leite vegetal concentrado e gelado, o suco coado de maracujá e comece a bater, despejando a mistura com o ágar-ágar. Bata por um ou dois minutos, para que fique bem aerado. Despeje em um recipiente de vidro (ou tacinhas individuais) e deixe na geladeira novamente até endurecer (cerca de 10 minutos).

3) Decoração

Ingredientes: 

  • Polpa com sementes de 1 maracujá grande
  • 1 colher (sopa) açúcar demerara

Modo de Fazer:

Misture a polpa com o açúcar.  Decore a mousse já gelada com essa calda, antes de servir.

=====

ANOTAÇÕES

Receita apresentada no programa Mulher.Com da TV Século 21 em 13/05/2009 (vídeo abaixo, em duas partes).

>Sobre alguns ingredientes:

*Leite concentrado de Castanha do Pará: feito da mesma forma que o leite vegetal, mas com menor quantidade de água, substitui o creme de leite em receitas diversas. Se feito com castanha do pará, é uma boa fonte de selênio. Caso não goste do sabor característico dessa castanha, utilize a amêndoa ou a castanha de caju.

*Açúcar Demerara: é o açúcar de cana que passa por um processo de refinamento mais leve que o açúcar branco, sem adição de componentes químicos. Assim, mantém seu nível de nutrientes mais próximo do açúcar mascavo.

*Ágar-Ágar: também chamada de Kantem ou Gelatina de Algas. Poderoso espessante, é a alternativa vegetariana à gelatina. 70% de sua composição consiste em fibras solúveis. No Brasil, encontra-se em pó sem sabor e sempre deve ser fervido antes de adicionada em receitas. Em 20 minutos já está solidificado e não necessita de refrigeração para se manter assim. Pode ser encontrada em farmácias de manipulação, em lojas de produtos japoneses e produtos naturais. ATENÇÃO! Utilize em culinária apenas o ágar ágar refinado (que é branco e sem cheiro).

*Maracujá: mais do que propriedades calmantes, o maracujá é uma fruta de sabor forte, baixas calorias, vitamina A (carotenóide), vitamina C, vitaminas do complexo B e minerais. O pico da safra ocorre entre fevereiro e abril, mas ainda em maio é possível encontrar maracujá com ótimos preços.

Assista às instruções em vídeo:

Mousse de Maracujá – Parte 1/2

Mousse de Maracujá – Parte 2/2

***************************************************

 Mousse de Tomate Seco

Ingredientes:
  • 400 g de tofu
  • 1 xícara de tomate seco picado
  • 1 colher (sopa) de salsa picada
  • 1 colher (sopa) de cebolinha picada
  • 1 colher (chá) de orégano
  • 1 colher (chá) de mostarda
  • 1 colher (chá) de shoyu
  • 1 envelope de 5 g de Agar-Agar
  • 200 ml de água fervendo

Modo de Preparar:

  • Bata no liquidificador: o tofu, o tomate seco, a salsa, a cebolinha, o shoyu, o orégano e a mostarda. Reserve.
  • Em uma panela, dissolva o Agar-Agar na água e deixe ferver durante 3 minutos.
  • Em seguida, adicione a mistura do liquidificador e bata mais um pouco.
  • Disponha a mousse em uma fôrma untada com um pouco de óleo de peixe.
  • Gelar por aproximadamente 6 horas.
  • Desenforme e sirva.

Fonte: Nutricionista Cristiane Mara Cedra – http://www.anutricionista.com 

Abacate Falso (Couve com Agar Agar)
Ingredientes
  • 1 Folha grande de Couve
  • 3 copos de leite de soja
  • Suco de 1 limão pequeno
  • Mel ou açucar demerara a gosto
  • 1 colher de sopa Cheia de Agar Agar
Instruções de preparo
  1. Dilua o Agar Agar e o açucar(ou mel) em um copo de Leite de soja, leve ao fogo ,mechendo sempre até ferver.
  2. Coloque o liquido quente e o restante dos ingredientes no liquidificador e bata por 3 minutos.
  3. Leve a geladeira no recipiente de sua preferencia e aguarde endurecer.