O tomilho é uma planta muito utilizada como erva medicinal e também como especiaria culinária para adicionar sabor ao alimento. Também conhecido como poejo ou timo, este parente do alecrim pode trazer inúmeras vantagens para a saúde.

Dentre os vários benefícios do tomilho, estão os altos índices dos chamados compostos fenólicos, principalmente timol, eugenol e carvacrol, que são poderosos antioxidantes. Além disso, também é rico em vitamina A, vitamina C, ferro, cálcio, magnésio, potássio e fibras.

O tomilho ainda é anti-alérgico, anti-inflamatório e anti-microbiano, aponta a nutricionista Orion Araújo, mestre pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

8 benefícios do tomilho

  • Previne o envelhecimento: por conter antioxidantes, o tomilho é um excelente ator na prevenção do envelhecimento, pois ajuda o corpo no combate aos radicais livres e também aumenta a eliminação de toxinas pelo organismo;
  • Ajuda o funcionamento do intestino: devido à alta concentração de fibras, ele também ajuda na melhora do funcionamento do intestino;
  • Ajuda a emagrecer: sem contar a sensação de saciedade que produz, o tomilho também ajuda a reduzir a ansiedade e a compulsão alimentar, contribuindo, assim, na queima de gordura corporal;
  • Bom para a saúde dos olhos: a planta também é rica em vitamina A e em compostos chamados de flavonoides, que ajudam a retardar a degeneração macular (área da retina dos olhos, responsável pela visão dos detalhes). Com isso, previne o desenvolvimento de doenças oculares graves, como catarata e glaucoma;
  • Protege os ossos: é rico em cálcio e magnésio, minerais que agem como protetores dos ossos e previnem a osteoporose e osteopenia;
  • Combate a depressão: segundo a nutricionista Orion, estudos mostram que uma substância chamada carvacrol, presente no tomilho, aumenta os níveis de dopamina e serotonina — neurotransmissores que melhoram o humor e previnem a depressão;
  • Melhora a imunidade: a presença de vitamina C, vitamina A e timol auxiliam o sistema imunológico e previnem até mesmo doenças respiratórias;
  • Previne doenças crônicas: os já citados compostos fenólicos (timol, carvacrol e eugenol) desempenham uma série de propriedades fisiológicas: anti-alérgica, anti-arteriogênica, anti-inflamatória, anti-trombótica, cardioprotetora, vasodilatadora e antimicrobiana, fazendo desta erva um alimento poderoso na prevenção de doenças crônicas.

Como e quanto usar

Na culinária, o tomilho pode ser usado na forma de tempero fresco ou seco em diversas receitas com carnes, peixes, frangos, frutos do mar, sopas, molhos, quiches, pães e no feijão. Ele ajuda a realçar o sabor e torna o alimento mais palatável e nutritivo.

Já para o uso medicinal, ele pode ser encontrado na forma de extrato seco (chás), suplemento e óleo essencial.

De acordo com a especialista Orion, a melhor forma de consumi-lo é na forma fresca, como tempero culinário, ou extrato seco, como erva medicinal, pois são formas que mantém boas concentrações dos nutrientes presentes nesta planta.

Pode ser usado diariamente e na quantidade que desejar. O teor de macronutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras) é muito pequeno e não reflete em ganho de peso e nem em qualquer risco à saúde.

Na forma de extrato seco (chá), o ideal é não passar de 3 xícaras ao dia, ou seja, 1 colher de sopa da erva seca para 1 litro de água.

Contraindicação do tomilho

A nutricionista explica que quando consumimos o tomilho na forma de chás ou suplementos para fins medicinais, é preciso prestar atenção na dose e no tempo de uso. Em excesso, o tomilho pode causar problemas digestivos e ser hepatotóxico — ou seja, pode sobrecarregar o fígado.

Por isso, é sempre bom consultar um profissional de nutrição para que ele prescreva a quantidade adequada e o tempo de uso de acordo com seu plano alimentar e exames bioquímicos.

Pessoas com problemas de coagulação ou que façam uso de medicamentos anticoagulantes devem evitar o uso do suplemento e também do chá. Quem tem gastrite, úlceras, esofagites e alterações das transaminases hepáticas (TGO:TGP) também devem evitar o consumo em excesso.

2 receitas com tomilho

1. Chá de tomilho

Ingredientes

  • 1 litro de água fervida;
  • 2 ramos de tomilho fresco;

ou

  • 1 colher de sopa da erva desidratada;
  • 4 tiras de limão;
  • 1 fio de mel;
  • 1 pau de canela.

Modo de preparo

Coloque a água no fogo e espere começar a ferver. Em seguida, desligue o fogo e coloque os ramos de tomilho ou a colher da erva desidratada, junto com as tiras de limão e o pau de canela. Tampe a mistura e deixe descansar de 5 a 15 minutos.

2. Quiche de abobrinha, cebola e tomilho

Ingredientes

  • 2 abobrinhas médias lavadas e fatiadas;
  • 1 cebola grande fatiada;
  • Azeite;
  • 1 ramo de folha de tomilho fresco ou desidratado;
  • 1 dente de alho;
  • Sal a gosto;
  • Pimenta do reino a gosto;
  • 2 colheres de sopa de requeijão de búfala;
  • 3 ovos;
  • 1 colher de sopa de farelo de aveia;
  • 1 pitada de queijo parmesão.

Modo de preparo

Disponha as fatias de abobrinha em círculos em um refratário, fazendo camadas. Regue cada camada de abobrinha com azeite, tempere com sal e pimenta do reino e em seguida leve ao forno. Bata os ovos, aveia, alho, requeijão de búfala, sal, pimenta do reino e o tomilho no liquidificador .

Quando a abobrinha estiver cozida, cubra com as fatias de cebola e finalize com a mistura que foi batida no liquidificador. Salpique pimenta do reino, tomilho fresco e um pouco de queijo parmesão e leve ao forno novamente durante para gratinar.

Fonte: https://www.ativosaude.com/beneficios-dos-alimentos/beneficios-do-tomilho/