Uncategorized

Açúcar X Saúde – Parte 3

Açucar1

COMO PERDER O EXCESSO DE GORDURA CORPORAL?

Muitas pessoas e profissionais da área falam em Alimentação Balanceada, mas muito poucos esclarecem com propriedade sobre o que se trata.

Na verdade, Alimentação Balanceada é uma dinâmica muito simples, mas que acabamos por complicar devido ao fato das pessoas não conhecerem a função e o poder nutricional dos alimentos e, menos ainda, sobre as necessidades reais do ser humano.

Uma refeição (ou lanche) balanceada é aquela que contém os três tipos de alimentos fundamentais para o perfeito funcionamento metabólico do organismo:

  1. Alimento ENERGÉTICO – que são os Carboidratos, fontes de GLICOSE;
  2. Alimento de CONSTRUÇÃO CELULAR – que são aqueles ricos em PROTEÍNAS;
  3. Alimento de CONSTRUÇÃO HORMONAL – que são as gorduras nutricionais ricas em ácidos graxos mono e poli-insaturados.

O corpo humano é movido à base de energia (combustível), utilizada pelo cérebro, músculos e para fazer acontecer todo o metabolismo vital da nossa existência. Ou seja, ENERGIA se transforma em AÇÃO.

O combustível de um avião é o querosene, o de um carro é a gasolina ou o álcool, o de um caminhão é o diesel, e a fonte de energia de nós humanos é um tipo de açúcar, um monossacarídeo, a GLICOSE.

Os alimentos que nos fornecem a glicose são chamados de ENERGÉTICOS, os tão famosos CARBOIDRATOS.

Em nossa sociedade, é comum fazermos uso exagerado e incorreto deste tipo de alimento o que, fatalmente, nos leva à obesidade e às mais diversas doenças. Isto porque ingerimos mais energia do que as nossas reais necessidades.

Assim, a energia que não usamos é armazenada como gordura, além de causar estresse metabólico principalmente no fígado, pâncreas e cérebro.

Aprender a fazer uso, com sabedoria, deste tipo de alimento, seguindo a orientação de uma Alimentação Balanceada, ou seja, mais consciente, fará enorme diferença no resultado final da nossa energia, vitalidade, lucidez, peso e qualidade de vida como um todo.

Já o alimento reconhecido como CONSTRUTOR CELULAR é aquele que, ao ser digerido, fornece matéria prima para realizar a manutenção da estrutura óssea, dos músculos, dos órgãos, do sangue, enfim, construirá todas as nossas células, que estão a todo instante se renovando. A esta classe de alimento damos o nome de PROTEÍNA.

E, por último, precisamos também de matéria-prima para realizar a produção equilibrada de nossos hormônios, responsáveis pela grande rede de comunicação e comandos do metabolismo humano.

A este tipo de alimento damos o nome de CONSTRUTOR HORMONAL ou de GORDURA NUTRICIONAL. Lembrar também que o cérebro humano é basicamente constituído de lipo-proteínas, portanto 65% gordura (nutricional) e 35% proteína. Portanto, olho na qualidade e quantidade de proteína e gordura que ingerimos, porque através de uma Alimentação Balanceada e Consciente podemos construir mais inteligência, serenidade e equilíbrio emocional.

Nesta série de textos vocês irão saber, através de algumas tabelas, quais alimentos são os carboidratos, as proteínas e as gorduras nutricionais; como também as quantidades básicas de consumo na hora de balancear.

Irão saber como e porque diferenciá-los entre as opções saudáveis e as menos favoráveis e, finalmente, como misturá-los numa proporção balanceada, para que toda a saúde seja beneficiada, com mais energia, lucidez, produtividade e saúde (ou cura).

Ao final de cada texto serão apresentadas receitas saudáveis e práticas as quais você e toda a família poderão desfrutar. Meras sugestões, que ajudarão no desenvolvimento da sua criatividade, sabendo que são quitutes saborosos, que dão prazer, mas não engordam, porque são balanceados. Ou seja, apresentam a proporção ideal de fonte energética + construção celular + construção hormonal.

OS CARBOIDRATOS – FONTE GERADORA DE GLICOSE = ENERGIA

Importância da escolha dos melhores Carboidratos x Comando triplo de obesidade

Infelizmente, muitas pessoas não sabem realmente o que é um carboidrato. A maioria dirá que os carboidratos são doces e massas.

Ignoram que legumes, feijões, frutas e hortaliças são igualmente carboidratos. Todos são apenas fontes diversificadas de nos proporcionar energia, alguns carboidratos são classificados como simples (rápidos), outros como carboidratos complexos (lentos).

O corpo precisa de consumo contínuo de carboidratos para alimentar o cérebro, que usa glicose como sua principal fonte de energia, e para todas as funções metabólicas que necessitam de glicose + oxigênio.

O nível ótimo de glicose no sangue é de 80 a 120 dg/l porque, nestas concentrações, o cérebro e todo metabolismo vital estão sendo supridos de energia de forma otimizada. Para manter esta faixa de concentração da glicose sob controle, o ideal é que ela seja produzida e liberada no sangue de forma lenta e gradual, ou seja, sem picos glicêmicos.

Entretanto, quando ingerimos carboidratos que se transformam em glicose muito rapidamente, ou em demasia, haverá um aumento rápido do nível de glicose na corrente sangüínea, ou seja, um pico glicêmico com taxa maior que 120 dg de glicose/litro de sangue. Para adaptar-se a esse aumento vertiginoso e perigoso de glicose no sangue, o pâncreas rapidamente secreta um hormônio chamado insulina.

A insulina é, basicamente, um hormônio de armazenamento, porque transforma o alto nível de glicose no sangue em acúmulo de gordura corporal. Em outras palavras, quando ingerimos muito carboidrato, ou carboidratos muito rápidos, estamos basicamente enviando uma mensagem hormonal ao corpo (na verdade às células adiposas), via insulina, que é: ARMAZENE GORDURA.

Pior ainda, os maiores níveis de insulina não só dizem ao corpo para armazenar gordura como também informam-no para que NÃO LIBERE qualquer gordura armazenada. Portanto, o excesso de carboidratos na sua alimentação não só faz com que você engorde, como garante que você permaneça gordo.

Triplamente pior é que o excesso de insulina na corrente sanguínea reduz a taxa de glicose para níveis abaixo de 80 dg/l, a conhecida hipoglicemia, e o cérebro (principal consumidor deste combustível), para não interromper suas funções vitais, inicia um comando de fome, exigindo o consumo de mais carboidrato.

Ou seja, você acaba de comer um doce, o organismo passou por enorme desarmonia, armazenou gordura, entrou em estresse e já está de novo com fome de mais doce.

Os carboidratos são de dois tipos:

  • Os rápidos – menos recomendáveis – também classificados de ALTO VALOR GLICÊMICO, pois após sua ingestão, liberam rapidamente a glicose para a corrente sanguínea;
  • Os mais lentos – mais recomendáveis – também classificados de BAIXO VALOR GLICÊMICO, pois após sua ingestão, liberam a glicose para a corrente sanguínea de forma lenta e gradual.

O estômago é basicamente um tanque indiscriminado de enzimas digestivas que decompõem todos os carboidratos – seja um bolo, um pão integral, brócolis, alface ou aveia – em glicose.

O que diferencia um carboidrato rápido de um lento é a velocidade na qual ele se transforma em glicose e penetra na corrente sanguínea. Quanto menor a velocidade de transformação em glicose, mais lenta e gradual será sua liberação para a corrente sanguínea.

O que determina esta velocidade?

  • A tamanho da cadeia do açúcar que será digerido;
  • O conteúdo de fibra do alimento ou refeição;
  • O conteúdo de gordura do alimento ou refeição.

Vejamos nas tabelas abaixo exemplos de carboidratos e seus índices glicêmicos.

TABELA – Velocidade ingresso da glicose no sangue = ÍNDICE GLICÊMICO (IG)

Uma vez entendido que a qualidade dos carboidratos está diretamente ligada à velocidade com que jogamos glicose no sangue e portanto à facilidade para engordar, cabe fazermos uma lista dos carboidratos mais saudáveis e recomendáveis, justamente aqueles que deverão ser eleitos com maior frequência no preparo da despensa, das refeições e lanches.

E saber também daqueles carboidratos que são mais rápidos para engordar, e passar a fazer um consumo moderado destas opções. Uma outra possibilidade é misturar opções menos recomendáveis com opções mais saudáveis.

Uma boa sugestão é preparar o arroz integral (1 xícara) juntamente com legumes picadinhos (1 ou mais xícaras) e sementes (*), dando o nome de “arroz à jardineira”.

Uma receita muito saudável de fibras – Gerlinsal com Fibras

Todos nós já passamos por esta situação: desejamos aumentar o consumo de alimentos integrais como os legumes, as verduras, as frutas e os cereais. Algumas vezes até os ingerimos na frequência ideal, mas o companheiro e os filhos resistem.

Uma saída: GERLINSAL COM FIBRAS, que é uma mistura de gorduras nutricionais juntamente com sal marinho e numa composição ótima de fibras saudáveis.

Interessante é que o maior consumo de fibras implica automaticamente num maior consumo de água, um excelente hábito alimentar. Todos os ingredientes desta formulação são integrais e crus, com elevado teor de micro nutrientes, proteínas e energia vital.

Consumir GERLINSAL COM FIBRAS diariamente para temperar refogados, ensopados, sopas, cremes, patês, maioneses, purês, saladas. Usar uma colher de café nos preparos culinários para até 4 pessoas. Oferecer alimentos temperados com GERLINSAL COM FIBRAS para crianças, adolescentes, gestantes e todas as pessoas que desejam ser saudáveis. Contém baixo teor de sal (< 0.2%).

PREPARO:

100 gramas de sementes de gergelim cru com casca / 100 gramas de sementes de linhaça / 1 colher de sopa de sal marinho / 100 gramas de germe de trigo cru / 100 gramas de farelo de aveia / 100 gramas de farelo de arroz (opcional)

Misturar no liqüidificador (aos poucos) a semente de linhaça, o gergelim e o sal. Triturar. Ao final, descarregar do liquidificador e misturar com os pós. Embalar em vários potes com tampa e manter na geladeira.

Variação doce para decorar sobremesas: Preparar metade da receita com sal marinho e metade com adoçante natural a gosto.

Conceição Trucom é química, cientista e escritora sobre temas voltados para a Alimentação Consciente, Meditação e autoconhecimento. Participe de suas palestras.

Email: mctrucom@docelimao.com.br

Por: Conceição Trucom – mctrucom@docelimao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »